Caipirinha: mitos e verdades! – Cachaça DOMINISTRO
Compre online
ou por telefone

Caipirinha: mitos e verdades!

Por: Doministro | 3 Abril 2018.

Caipirinha: mitos e verdades!

O branco do limão não amarga a caipirinha?
Claro que não. Aquela parte é só fibra. Se você coloca na boca vai perceber que ela é inclusive mais fraca, tem o sabor muito mais delicado do que a fruta inteira. O problema é que a fibra aumenta a necessidade de se empregar força na hora de macerar o limão, daí vai amargar mesmo. A casca do cítrico é que amarga. Se você tirar o miolo da fruta e amassar feito um purê de batata, vai amargar da mesma forma.

Caipirinha só pode ser feita com cachaça branca?
Esse é um dos maiores erros convencionados sobre a caipirinha.Cachaça envelhecida presta, e muito, na hora da confecção do drinque. É claro que você precisa observar as características das madeiras. Por exemplo, se Amburana e Carvalho Americano adicionam características bastante adocicadas ao líquido, preparem uma caipirinha com menos açúcar. Se utilizarem uma versão já é ácida, coloquem menos limão e por aí vai.

Agora a maior verdade de todas sobre a caipirinha:
Caipirinha é típica do Brasil e só pode ser feita com cachaça. Diferente da aguardante, a definição do destilado nacional foi dada pelo decreto federal de no 4.851, de 2/10/2003, no artigo 92. Cachaça é denominação típica e exclusiva da aguardente de cana produzida no Brasil, com graduação alcóolica de 38 a 48% em volume, a 20ºC, obtida pela destilação do mosto fermentado de cana-de-açúcar com características sensoriais peculiares, podendo ser adicionada de açúcares até seis gramas por litro, expressos em sacarose.
————————————————————-
Compre on line e receba em sua casa
uma das melhores cachaças do Brasil.
Entregamos em todo Brasil.
www.cachacadoministro.com.br
celular/whatsapp 61 98242.1211


    

Nenhum Comentário

                 

Deixe o seu comentário!

        
        

        
     

História

Carlos Átila foi ministro do Tribunal de Contas da União durante mais de uma década, quando também já era produtor rural no estado de Goiás e produzia em pequena escala a cachaça destinada a consumo próprio e a presentear os amigos – muitos dos quais a elogiavam e com freqüência perguntavam quando receberiam mais uma garrafa da “cachaça do ministro”. Ao aposentar-se do TCU em 1998, confiante na boa qualidade do produto, Carlos Átila decidiu consolidar e formalizar sua produção e comercialização. E o nome, criado pelos amigos, virou marca – Cachaça DOMINISTRO – que foi registrada no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) e no Ministério da Agricultura.

Empório

A loja exclusiva de produtos Doministro

Conheça loja da CACHAÇA DOMINISTRO em Alexania, a EMPÓRIO DOMINISTRO. A loja exclusiva de nossos produtos, venha conferir. É fácil chegar até a EMPÓRIO DOMINISTRO, fica na Av. Brasília em frente a BR 060 Sentido Alexânia. Primeira entrada a direita da cidade.